domingo, 18 de janeiro de 2015

I JUST WANT TO PUT A FUCKING BULLET ON MY FUCKING HEAD

Hoje me veio a mente algumas palavras muito fortes a respeito de VIVER OU MORRER, mas acho que as perdi no meio de tanta bagunça mental. É difícil para eu lidar com toda essa vontade de estar morto, mas acredito que seja muito mais difícil na realidade lidar com o fato de ainda estar vivo. Meu sofrimento não esta ligado diretamente a MORTE, talvez essa seja minha solução, meu problema é ter de lidar com o fato de ainda estar vivo. Ser humano pra mim nunca foi fácil, ainda acho que colocaram minha alma em um universo paralelo ao que devia, eu não posso ter sido feito no mesmo molde de vocês....

"Lidar com a ideia de morrer para mim parece mais fácil do que lidar com o fato de ainda estar vivo."

sábado, 3 de janeiro de 2015

24 anos?

Bem, infelizmente não posso fazer essa postagem como faço minhas postagens para minhas paginas... não posso programar as postagens como sempre fiz para horários pré-determinados... porem acá estou eu, para dizer meia duzia de palavras que sempre deixei presas em meio a meia duzia de suspiros... hoje estou acima de tudo sozinho e tenho total direito de dizer o que quero, o que sempre mantive dentro de mim durante esses 24 anos de vida. Não vou ser tão polêmico quanto talvez deveria ser porque talvez a verdade não seja TANTO o que esperamos. NUNCA, NUNCA uma festa de aniversário para mim foi algo a se comemorar... Durante 24 anos passei minha vida amargurando algo que deixo dentro de mim e para poucas pessoas abri até hoje. Tenho mantido meu aniversário como um evento festivo pois até hoje, dentro desses meus 24 anos de vida nem um ano sequer deixei de passar com minha família.... E sei o quanto isso é valioso. O quanto família é uma base necessária pra qualquer individuo dentro de uma sociedade.... Porém acima de tudo hoje não estou aqui pra falar de família, pois hoje não tenho essa dependência, especificamente hoje não tenho essa dependência.... Não falo sobre família, sobre pai ou mãe, sobre amigos que deixei, sobre nada... falo sobre mim... falo sobre o ser adoecido que viveu e vive dentro desse corpo a mais de 23 anos. Eu nunca fui o melhor dos exemplos para nada, tampouco na escola fui o destaque dentre os alunos, nunca tive irmãos para ser exemplo, não fui o primo exemplar, não fui o exemplo em nada que passei durante esses anos... nunca quis ser nada melhor que ninguém. Minha intenção acima de tudo, sempre, dentro do meu circulo social e dos meus poucos colegas fora ser o melhor do que eu poderia... e mesmo assim sinto que falhei. Nunca fui exemplo, nunca fui o melhor que eu poderia ser. Como poderia ser uma existência de mais de 24 anos baseada em algo que nunca deu certo? A partir daqui eu espero que já não tenha mais ninguém que esteja lendo alem de minha mãe mas acima de tudo peço desculpas, quantas vezes já chorei em seus ombros tentando explicar o quanto doia dentro de mim estar vivo? Acho que talvez seja um pouco injusto dizer isso pra voces, não consigo me imaginar no papel de pai lendo meu filho dizendo algo assim pra mim, mas se tem algo que me faltou fora vocês... se tem algo que me doeu foi a falta de um irmão, se tem algo que me deixou sózinho foi saber que acime de tudo desde que eu nasci eu tive que manter meu controle sem ter ninguém pra me apoiar. E o pior de tudo foi saber que tudo isso que eu passei de pequeno até hoje fora tudo baseado em algo que eu simplesmente tive que viver dia após dia porque ninguém nunca me ensinou como enfrentar isso. Sei o quanto todos diriam o quanto sou ingrato por estar dizendo essa duzia de palavras, mas como eu sempre fiz, ninguém se colocou no papel de ser EU... Acima de tudo eu sempre acreditei que ter tudo que uma criança APARENTEMENTE precisa fosse a base pra qualquer tipo de educação, mas descobri que acima de tudo que eu tive, acima de tudo que o dinheiro pode pagar, eu precisava de muito mais coisa... Eu precisava de algo que hoje não possuo, hoje não tenho sequer uma base psicológica pra manter uma relação, sou um doente mental pela meia duzia de pensamentos errados que levo, que erroneamente levo para mim por ser esse ser que paga pela forma como levou tudo. Sei o quanto apoio médico tive, o quanto me apoiaram a ser o melhor, mas nem sempre subir a montanha é o melhor obstáculo a ser alcançado... Eu só queria sentar na beira do lago e olhar o por do sol. Sei que parte da falha é minha, sei o quanto ruim fui. sei o quanto eu deixei os meus modos errados acima de tudo sobrepor os meus sonhos... Eu nunca persegui realmente meus sonhos. A imagem que posto junto com esse texto vai como reflexão para muitos de vocês que até aqui chegaram... olhem a sua volta, se preocupem, eu nunca deixei de me preocupar pra saber como as pessoas estavam, eu nunca deixei quem estava ao meu lado sequer um segundo sem a mínima chance de talvez me dizer o que se passa com sua vida... Eu talvez tenha sido abandonado por todos, mas acima de tudo por mim mesmo, fui abandonado por mim mesmo nessa estrada que foi viver até aqui. Não quero seu like, não quero seu comentário, sei que estou um pouco alterado, mas sei que escrevo isso do fundo do meu coração, e que tudo que vem do meu coração é uma bagunça, uma bagunça que sequer parei um dia da minha vida(24 anos) pra organizar.. Esta tudo bagunçado, sequer sei se postei algo que realmente faça sentido, mas só queria ir deitar hoje pensando que acima de tudo postei algo que saiu de dentro de meu coração. Peço desculpas aos meus país, aos meus familiares, e espero que amanhã no mínimo essa postagem não esteja cheia de mensagens falando sobre Deus e mimimis porque se tem algo que me aborrece é esse papo. Peço desculpas a todos que talvez tenha desagradado com essa minha "pequena" postagem mas isso é um pouco do que dorme dentro de mim. Outro dia postei sobre evitar fazer postagens que causassem muita polêmica pra evitar problemas e geral disse para postar o que eu quisesse acima de tudo, não deixar de ser eu mesmo, e acá estou eu. Não sei nem onde estou indo, mas isso sempre foi minha vida, algo sem metas ou sem desejos, apenas segui o fluxo mantendo o meu melhor. Eu nunca pedi pra ser quem eu sou, não deixei de acreditar que tudo que acontece comigo não passa de um acidente do destino. Espero que a partir desse ponto já não tenha ninguém lendo pois já muito me desculpei e talvez pouco tenha falado e sequer mantenha a linha de raciocinio... talvez eu sequer poste isso realmente, talvez novamente, por mais um ano eu jogue esse meu texto pro meu blog e evite a quantidade de problemas que isso venha a me trazer tanto por parte de pais quanto de família, tanto por amigos quanto por "colegas"... acho que talvez essa seja a melhor escolha a se fazer. E mais um ano vou assoprar as velas desejando estar morto sem ninguém saber, apenas olhando aquilo que talvez devesse suprir meu desejo, apenas chorando, sabendo que talvez ao desejar isso um dia o universo conspire a favor de minha vontade. Desde meus 12 anos que carrego essa dor comigo e sei o quanto dolorido tem sido desde essa idade, ninguém esta aqui pra julgar ninguém, e acima de tudo você que até aqui leu não deve entender metade do que se passa na minha cabeça, podes talvez pensar que hoje sou um boyzinho que vive nas contas do governo, que não trabalha, mas sequer você sabe o quanto me dói tudo isso que passei... Acho engraçado pessoas que julgam o fardo que cada um carrega... Ninguém sabe o quão difícil é pra um raquítico carregar um saco de cimento nas costas, pra mim é da mesma forma... Sei que se eu quiser eu posso treinar e carregar, mas mesmo depois de anos e anos eu nunca consegui... aguentar o fardo de estar vivo nunca foi meu forte. Eu não suporto isso, e a anos eu olho pra isso e me odeio, a cada aniversário eu olho para trás e digo: Isso não é uma vitória, na realidade, é mais um ano em que eu falho e não consegui por um fim em tudo. Isso é triste.

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Como tenho me sentido

Linkin Park - Numb: http://youtu.be/kXYiU_JCYtU

Ver todo mundo sendo abraçado, trocando abraços, e ver que ninguém realmente se importa com o você... A única coisa que eu queria era não ter que me importar, mas acabo me importando. Eu só queria um abraço.

terça-feira, 17 de junho de 2014

Vazio

MEU DEUS, COMO PODE DOER TANTO ASSIM... Não tenho conseguido suportar a pressão de estar vivo, e a pior parte de tudo é que eu não tenho motivos pra estar assim. Sei o quão difícil é viver e aguentar a rotina, o dia a dia, mas pra mim se tornou algo INSUPORTÁVEL... essa meu pensamento de que tudo seria mais fácil se eu estivesse morto realmente me atrai cada vez mais, e não ajuda a passar. As coisas complicam cada dia mais e esse pensamento não sai da minha cabeça. Não consigo tirar das minhas costas todo o peso do tempo, parece que as mancadas que eu dei a 2 anos atrás ainda estão pesando em minha consciência.... como lidar com isso? Essa tosse fraca aumenta ainda mais essa fraqueza que sinto. Me sinto doente, podre... sinto meu corpo dolorido, fraqueza, eu odeio isso, eu odeio estar passando por isso, mas não tenho coragem de por um fim logo nesse monte de merda. Não tenho coragem por que sei que as pessoas ainda dependem de mim. Mas um dos grandes problemas que tenho encontrado atualmente(até nisso) é ver o dia a dia de um amigo que esta pra se casar... como eles dois são felizes, e eu não consigo fazer a Juliane se sentir assim nem em um milhão de anos, me sinto incapaz, me sinto um lixo, um monstro. Eu não pedi por isso, eu não quis nascer aqui, eu queria saber quem me obrigou a vir pra ca. Outro dia em uma conversa com minha mãe, em um momento de maior depressão eu joguei na cara dela que é culpa dela tudo isso, que toda minha dor era culpa dela, ela não deveria ter se envolvido com meu pai, não deveria, ela deveria ter ficado na dela que ela teria saido feliz e eu não teria esses problemas todos. Eu não aguento mais viver nesse corpo, eu só consigo pensar nisso, eu só consigo focar nisso, mas não tenho coragem de me matar, eu preciso de ajuda, eu preciso de algo que me mostre o sentido de tudo. Eu queria entender onde eu errei, onde eu errei. O que eu fiz pra merecer tudo isso. Eu só queria viver um dia após o outro até a minha morte, ter uma família feliz, viver dias comuns, mas minha vida é uma merda, um lixo, e eu quero morrer, não quero passar isso a diante, essa maldição. QUEM PODE ME ESCUTAR? NINGUÉM ME OUVE, NINGUÉM SABE DAS MINHAS DORES, É TUDO GRITADO EM SILÊNCIO NESSE CANTINHO TRISTE E DEPRESSIVO. Eu só queria paz eterna. Paz.

segunda-feira, 2 de junho de 2014

Voltando a tona...


É engraçado como as pessoas nos tratam, as vezes acho irônico certas pessoas cobrarem certas atitudes de nós e não fazerem o mesmo, o famoso "Faça o que eu digo, não faça o que eu faço". Hoje foi oficialmente um dos piores dia de 2014 que eu vivi, e 90% é por culpa desse meu jeito idiota e infantil de ser. Acredito que eu morra com 190 anos e ainda tenha a cabeça de um garoto de 12, que chore como um garoto de 8, que eu sofra apaixonado como um de 14. Ler da sua namorada que ela mentiu pra você por que não queria que você enchesse o saco dela foi para mim quase que como a gota d'água. Ta doendo aqui dentro viu? Ta doendo DEMAIS. Esse final de semana ela também me falou outra coisa que me deixou perplexo. Parece que cada vez que passa eu me sinto mais culpado por tudo de ruim que acontece com a gente, mas eu sei que depois de muito tempo sozinho eu refleti muito e aprendi muito sobre se relacionar.. Eu já sofri demais na mão dessa mulherada(e sei que vou sofrer até meu ultimo dia de vida) e hoje mais do que nunca eu sofro, por que eu só queria paz na minha vida, só queria uma companheira de verdade, não alguém que num momento de maior dificuldade vira pra mim e diz que mentiu pra mim por que não queria que eu enchesse o saco, ou pra eu não ficar perguntando. O que dizer quanto a confiança em uma pessoa assim? O que eu faço agora? O pior foi ela ter "mentido" pra eu não ficar perguntando e alegar que ela mentiu por que eu tava perguntando todos os dias. Sem contradisse em suas próprias palavras. Hoje até o pouco que tinha pra dar certo(nossa aliança) deu errado. Sinceramente, não sei pra onde estou caminhando mais.
Em anexo ao post deixo uma música do momento, que infelizmente não vou poder postar na minha timeline.

domingo, 27 de abril de 2014

27/04/2014

Hoje eu passo a não ter mais dúvidas sobre a felicidade.
Ela não depende de mim, ela não depende de outros.
Pra mim, ela não existe.

A pior coisa da minha vida...

terça-feira, 15 de abril de 2014

Aquele texto encontrado...


Sonhei que tinha recebido um convite de casamento.
Parecia um convite como outro qualquer.
Mas não era.
Era de um amor.
Às vezes, você precisa sonhar, para acordar.
Acordei.
Estou lhe escrevendo uma dessas cartas antiquadas.
“Olá, como vai você?
Sonhei que iria se casar e tinha me enviado o convite.
A propósito, “eu não iria comparecer”.
Não suportaria ver você lá em cima com um vestido branco.
Ouvi dizer que está feliz.
Que encontrou um novo amor.
A verdade é foda.
Tomei duas garrafas de coca cola.
3 milkshakes do Eddies.
Escrevi meus votos em um guardanapo.
Aqui vão meus votos.
Você tem uma combinação explosiva.
Safada e independente.
Me lembro o dia que você sussurrou que nenhum outro homem iria mais dividir sua cama.
Isso fez um menino virar homem.
Lembro a primeira vez que dormimos juntos.
Dormir, não foder.
Você ocupou a cama inteira.
Dormi praticamente no criado.
Você sempre acordava com sono.
Dormia torta, tinha uns tiques, ficava remexendo caçando o sono.
Comecei a acordar de madrugada, lhe colocar reta, fazer cafuné.
Depois disso, começou a adormecer.
Deixou de acordar com sono.
Você fingia ser forte, ser sábia, ou esperta.
Mas no fundo, era apenas uma menina.
Que pedia a um menino, para amá-la.
Se pudesse voltar no tempo.
Não perderia tanto tempo com planos bobos do futuro.
Aproveitaria mais os beijos quentes com sarro do presente.
Você é a mulher mais desastrada e vaidosa que já conheci.
Dessas que têm perfume no cabelo.
Você me ensinou a amar, a querer.
Mas foi uma puta sacanagem, não me ensinar a perder.
Não vou fazer nenhum gesto romântico no dia do seu casamento.
Acho que os sinos tocarão muito bem sem mim.
Espero que você esteja sorrindo quando ele se virar e disser:
Sim.
E você que está ai, lendo esse texto.
Se tiver uma namorada, um grande amor.
Desejo que você nunca a deixe partir.
E se por algum motivo, qualquer que seja, você a deixa-la…
Lembre-se, que sem ela, você viverá como eu.
Vazio de amor, e cheio de saudade.